16 de fev de 2009

Casa de Noca - Carnaval em Olinda


A Casa de Noca se especializou na macaxeira com carne de sol de tal forma que em seu cardápio não há outros pratos. Nem sequer uma saladinha, uma porção de fritas ou qualquer antepasto. É só macaxeira com carne de sol, devidamente acrescida de saborosas fatias de queijo coalho assado.

Local: Rua Bertioga, 243 - Bonfim - Olinda - PE

De terça a sexta, das 18h às 23h
Sábados e domingos, das 11h às 0h

Quem tá de passagem por Olinda neste carnaval já tem lugar certo pra matar a fome.

Bom apetite.

Ass. Déda

8 de fev de 2009

Carne de sol ao Déda* com farinha de cuscuz e batatas ao forno





Compre uma peça de carne de sol e ponha em água fria, totalmente submersa, para dessalgar. O tempo vai variar de acordo com o quão salgada esteja a carne. A minha eu deixei de um dia pro outro (umas 10 horas). Retire a carne da água e em uma forma despeje o leite e ponha a carne dentro. O leite vai ajudar a dessalgar e a amaciar a carne. De vez em quando vire o lado da carne, caso ela não esteja totalmente submersa no leite. Este processo pode levar de duas a três horas. Feito isso, retire a carne e escorra. Lave a forma e enxugue. Forre com papel-alumínio, ponha a carne dentro e cubra totalmente a peça. Ponha tudo no forno já pre-aquecido. Pode ser a temperatura média. Ali por volta dos 237,23 graus. Coisa simples de medir.

Feitura dos acompanhamentos
Pegue o cuscuz, ponha sal a gosto (uma colher de chá é suficiente) e misture. Depois umedeça-o com 200ml de água. Vá pondo a água aos poucos e misturando delicadamente. Deixe descansar por uns 15min. Pegue o cuscuz, ponha numa cuscuzeira e cozinhe no vapor por 10 minutos. Retire da panela e reserve.
Enquanto o cuscuz cozinha vá pegando os tomates, a cebola e o pimentão e cortando em pedacinhos. Ponha azeite numa panela e refogue primeiro a cebola. Quando esta estiver ficando transparente, ponha o pimentão e por último os tomates e umas folhinhas de e cebolinha picada. Quando tiver pronto misture as verduras refogadas com o cuscuz e acerte o sal. Coloque a farinha de cuscuz num recipiente bonito e espere a carne ficar pronta para servir tudo junto.

Sim... lembre-se das batatas. Estas devem ir para o forno junto com a carne. A técnica requer experiência e muito conhecimento gastronômico. Pessoas com menos de 3 anos de idade ou que sofram de abestalhamento-grave ou loirice-aguda-irreparável não devem preparar esta batata.
Senão vejamos:
- pegue as batatas e lave-as uma a uma. (nível de execução: muito difícil)
- seque as batatas com um pano. (nível de execução: somente para doutores)
- enrole as batatas com o papel alumínio e jogue dentro do forno. (nível de execução: apenas para superdotados)

As batatas ficarão dentro do forno cozinhando. Não precisa virar, nem abrir, nem se preocupar.

Voltando à carne, depois de 57 minutos de cozimento, retire-a do forno, abra o papel alumínio e ponha a carne de volta para assar por cima. Deixe no forno por mais uns 23 minutos e 18 segundos, então aí pode retirar e servir. Pegue aquelas batatas e leve-as à mesa ainda enroladas no papel alumínio. Desta forma ela vai conservar a temperatura. Para servir, pode ser com manteiga e o queijo ralado. Quem gostar pode comer a batata com casca e tudo. Eu prefiro.

Quando for servir, tire as crianças e Dona Luíza da sala. É pra comer gemendo quinem o Deda fazia quando passava pela casa da Clara, em Maceió, lá pelos idos de 1985.

*Déda era um vendedor de amendoim e laranja. Ele vinha empurrando um carro de mão e para anunciar sua passagem, gritava:
- óia o dééééééda... ôôô dééééééda...
E gemia:
- aaaaaaaaaai dééééééda... déééééda... ôôô dééééééda...

**A avô da Clara, Dona Luíza, uma senhora-de-engenho-beata-matriarca-da-família, quando ouvia o Dedá chegando, corria para tirar as crianças da sala, pois achava aquele moço o próprio devasso e libidinoso, cuidando para que seus netinhos não ouvissem tamanha pornografia.


Portanto aproveitem que a Avó da Clara não está na sala e gemam comam à vontade. Só tenham um cuidado: ela ainda está viva e vocês podem ser surpreendidos com as pragas de Dona Luíza, rogando para que vocês se juntem ao Deda no fogo do inferno. Pelo menos estaremos felizes e de barriga cheia.

Ate à próxima e aaaaaaaaaaaaaaai déééééééda...

Por Di Menezes




Fotos:


Peça de Carne de Sol


A carne no leite

3 de fev de 2009

Picadinho do Lula


Os Ingredientes:

1kg de patinho ou alcatra em cubos
3 colheres de sopa de azeite extra virgem
quanto baste de sal e pimenta

O Molho:

1 cebola
1 pimentão vermelho
1 tomate
1 cenoura
½ xícara de molho de soja (Shoyu)
2 cubos de caldo de carne
1 copo (300ml) de vinho tinto
2 colheres de sopa de farinha de trigo

A Peleja:

Corte a carne, coloque os pedaços na panela de pressão, ainda destampada e refogue no azeite com sal e pimenta a gosto.

Enquanto a carne refoga, faça o molho.

Para o molho acrescente todos os ingredientes no liquidificador e triture até virar uma pasta.

Acrescente o molho na panela de pressão onde você está refogando a carne e tampe a mesma.

Quando a panela de pressão começar a ferver (sair o vapor), abaixe o fogo e marque o tempo em 50 minutos de cozimento.

Seja paciente que você terá sucesso.

Após os 50 minutos, desligue o fogo e com cuidado coloque a panela de pressão ainda fechada debaixo de água corrente para retirar com mais rapidez a pressão.

Está pronto. Acrescente um pouco de coentro e cebolinho pra dá um gostinho bom e umas batatas cozidas.

Acompanhamento:

Um arroz básico

Pronto!!! Bom apetite!!!